Embalagem e Portes de envio grátis para Portugal Continental. Só paga o livro. Exclusivo para membros do Clube dos Amigos do Livro.
A Menina dos Olhos Amarelos
A Menina dos Olhos Amarelos

A Menina dos Olhos Amarelos

14,00 €  
IVA incluído.

Adicionar à wishlist

Sinopse

Num mundo onde sair fora do padrão significa ser-se excluído e julgado sem razão, Maria rapidamente descobre que fazer amigos se pode tornar num desafio, especialmente quando estes pensam que ela é um vampiro apenas pela invulgar cor dos seus olhos amarelos.

Maria vê-se assim numa missão especial de cativar as outras crianças, mostrando-lhes o lado positivo e até divertido de se ser “diferente”.

Uma história criada para relembrar a adultos e crianças que “diferente” não é um sinónimo de “mau”, refletindo sobre os padrões de pensamento e comportamento que se tem no dia-a-dia, não esquecendo que todos sem exceção têm as suas singularidades, não deixando de ser PESSOAS.

Se ser “diferente” pode expressar ser ou ter algo pouco frequente, raro, nesse caso é como o diamante, valorizado e apreciado.

E tal como a Maria existem outros “heróis” com semelhantes aventuras para partilhar.

A Autora

Joana Cardona, nascida em Lisboa no ano de 1984, licenciada em Gestão, é presidente do Conselho Fiscal da Associação Portuguesa de Pais e Doentes com Hemoglobinopatias (APPDH) e Vogal do Conselho Fiscal da recente associação de doenças raras, a RD-Portugal. É mãe de um menino de 5 anos e todas as noites enfrenta com ele dragões, bruxas e vilões no mundo mágico do “Era uma vez…”.

A Ilustradora

Madalena Sena nasceu na Covilhã e desde cedo descobriu o gosto pela ilustração. Formou-se em Design e doutorou-se em Ciências da Comunicação. Atualmente exerce funções de Designer de Comunicação no Gabinete de Relações Públicas da Universidade da Beira Interior. A ilustração praticada enquanto freelancer originou, até à data, cinco publicações em livros infanto-juvenis.

A APPDH

A Associação Portuguesa de Pais e Doentes com Hemoglobinopatias (APPDH) é uma IPSS, constituída em 1992 por um grupo de doentes com doenças hereditárias da hemoglobina, principalmente Talassémia e Drepanocitose (Anemia de Células Falciformes), seus pais e outros familiares ou amigos, profissionais de saúde e do serviço social. A missão da APPDH é, essencialmente:

Procurar soluções para os problemas com que os doentes com Hemoglobinopatias se deparam no apoio médico, social e familiar, escolar e laboral, de modo a melhorar a sua qualidade de vida;

Colaborar com as Entidades Públicas e Organismos Internacionais no sentido do melhor conhecimento e correcto tratamento destas doenças;

Intervir no sentido de obter, por parte das entidades governamentais, as disposições legais tendentes a melhorar qualidade de vida dos doentes e suas famílias;

Colaborar com as instituições de saúde, com os técnicos de saúde e com as comunidades onde existe um maior número de doentes, de modo a que o Rastreio (pré-natal e neonatal) das Hemoglobinopatias seja uma realidade.

Para isso a colaboração de TODOS é importante. Para saber mais visite-nos em www.appdh.org.pt

 

 

 

 

Também poderá gostar de

×